Guia definitivo para conseguir o visto americano em 2020

Conhecer a Disney é o sonho de oito em cada dez brasileiros. Existem aqueles que sonham também em poder entrar nos Estados Unidos seja para conhecer, trabalhar ou estudar.

Muitos planejam suas viagens economizando e juntando dinheiro para poder enfim pisar em solo americano, é impedido por uma recusa de visto. Sim, os americanos são exigentes em relação as pessoas que entram no seu país.

Você deve conhecer pelo menos uma pessoa que já aplicou o Visto americano e teve negativa. Talvez também conheça pelo menos uma que já tenha o visto americano. Isso mostra que ao longo dos anos o visto americano foi mudando somente sua forma de aplicação e exigências.

Por isso você pode observar que não é impossível como parece. Existem inúmeras pessoas que obtiveram sucesso no processo. Nem sempre é porque a pessoa é rica ou influente, conheço muitas de perfil comum (são a maioria) que conseguiram tirar o tão sonhado visto.

Table of Contents

Qual o diferencial das pessoas que conseguem o visto?

Uma boa assessoria que monta toda uma estratégia personalizada para que o consulado autorize a entrada no país. Esse é o segredo para que qualquer pessoa tenha chances de visitar a América.

Então para você que deseja visitar os EUA e vem adiando por receio de que seu perfil não seja adequado, trago boas notícias.

Fazendo a análise e estratégia certa todo e qualquer perfil pode ficar apto para ter o visto de turismo e negócios (B1/ B2) aprovado no consulado.

 Mas antes preciso te explicar o que é exatamente o visto B1/B2 (turismo e negócios)

Depois do PASSAPORTE em mãos a primeira coisa a se fazer quando você pretende viajar para o EUA, é solicitar o visto americano. Se você ainda não tem CLIQUE AQUI, para solicitar o seu.

Os vistos mais solicitados são os de turistas, sendo turistas a passeio (B2) e turistas em viagem de negócios (B1).

O visto de Turismo (B1)

O visto mais solicitado para entrar nos Estados Unidos é o (B2), que é emitido por turistas a passeio ou pessoas que vão ao país para realizar tratamento médico.

Nesse caso, a validade é de 10 anos, mas o viajante pode permanecer no máximo 6 meses no país.

Visto americano para Negócios (B2)

Éo visto emitido para viagem de negócios, ou seja, para quem vai ao país participar de algum evento corporativo ou reunião de negócios.

Ele é válido por 10 anos e permite que o turista entre e saia do país quantas vezes forem necessárias nesse período, desde que justifique sua estadia sempre que pretender ingressar nos Estados Unidos.

Quando você inicia o processo de visto é preciso levar em consideração 5 aspectos de seu perfil que quando passar pela entrevista no consulado serão basicamente, os fatores cobrados e analisados tanto nas perguntas presenciais como no formulário DS160, que é o formulário obrigatório para a entrevista (onde contém em média 253 questões em inglês).

Por mais que exista várias fontes ensinando como conseguir o visto, vale lembrar que cada indivíduo é único e contém uma história e realidade particular, com isso o padrão de analise sempre será o mesmo, mas a forma de aplicar a cada um será singular e personalizada.

É importante ressaltar que mesmo que o intuito não seja turismo o candidato precisa convencer o Cônsul através do formulário e entrevista que o intuito é fidedigno e isso nós ensinamos em nossa mentoria.

Gabriela Aquino

Analise seu perfil

Consultoria gratuita para análise de perfil.

5 fatores importantes para ter o VISTO AMERICANO

  •  ESTABILIDADE FINANCEIRA

O EUA não obriga o aplicador a declarar IR, porém ele analisa o historio e a estabilidade financeira dele. Lembrando que há meios favoráveis de fortalecer esse aspecto mesmo que seu perfil esteja fraco nesse parâmetro. Existe inúmeras estratégias para o fortalecimento de todos os setores, que são empregadas de acordo com cada perfil. A estabilidade financeira consiste em: Possuir renda fixa, saldo bancário, bens no nome, entre outros.

  • ESTABILIDADE SOCIAL

A estabilidade social é um parâmetro de muito peso para o aplicador pois ela envolve os vínculos que ele tem no país de origem para que o mesmo tenha motivo para voltar. Consiste em filhos, dependentes, trabalho, estudo. A ideia é fortalecer esses laços ou vínculos ao país de origem para que o cônsul entenda que o aplicador tenha fortes motivos para voltar.

  • ESTABILIDADE PROFISSIONAL

A estabilidade profissional é de suma importância mesmo que o ganho monetário não seja de bom alcance, pois é importante que se tenha um período de no mínimo um ano no trabalho  para que suas chances aumentem. Reforço que em todos aspectos se seu perfil não se enquadra há meios de fortalecermos ou mesmo mascararmos os pontos frágeis.

  • HISTÓRICO DE VIAGENS

O histórico de viagens é um bônus para o perfil do aplicador. Ele não é um ponto decisivo, mas pode contar muito para o resultado satisfatório. As viagens indicadas podem ser internacionais (peso maior), e nacionais pois elas são também relevantes na análise.

  • HISTÓRICO ACADÊMICO

O histórico acadêmico consiste em colocar o grau de estudo do aplicador e reforçar (em campo alternativo) os pontos fortes como (faculdade, pós, doutorado, mestrado ou MBA).

Caso o aplicador não tenha nenhum desses quesitos não há necessidade de desespero pois existem outras maneiras de compensar com diferentes estratégicas de fortalecimento de perfil.

É de suma importância estar bem amparado na solicitação para evitar negativas, pois quantos mais vistos negados mais difícil fica para reverter a situação, não que seja impossível.

  • ESTRATEGIA DE SOLICITAÇÃO

” Eu mesma já reverti um processo de 5 negativas e obtive sucesso na solicitação, porém são casos isolados e além do mais a cada negativa temos o desgaste emocional e financeiro.”

 Por isso atenha-se a detalhes e boas estratégias para que não haja erros no processo e sua solicitação seja APROVADA de primeira

Quero também falar do segundo visto mais solicitado que é o (F1) um dos tipos de visto de estudo. Ele se aplica para quem quer fazer uma graduação no país, curso de inglês ou intensificar o inglês através de alguma instituição.

Basicamente os critérios analisados são os mesmos do B1/B2 com a diferença da carta e formulário da instituição escolhida que precisa ser anexado ao processo, por isso é muito importante buscar a procedência e credibilidade de tal instituição pois pode ser determinante para a aprovação ou não do visto F1.

Depois iremos abordar com mais detalhes sobre esse visto e esclarecer todas as dúvidas.

Algumas duvidas  mais frequentes:

 

O visto B1/B2 pode ser usado para estudo?

A resposta é não. Para tal finalidade já existe o visto F1. O visto B1/B2 é exclusivo para turismo a passeio e negócios (reuniões sem movimentação bancária) e tratamento médico dentro do país.

Geralmente esse visto tem a validade 10 anos onde pode permanecer no máximo 6 meses por vez. Já no país se houver a vontade de estudar o indivíduo pode solicitar dentro do EUA uma mudança de categoria e uma expansão de prazo.

Quanto preciso comprovar para tirar visto americano turismo 2020?

A comprovação de renda ela não é fator determinante para a aprovação do visto lembrando que os 5 fatores importantes têm peso em conjunto.

Agora para que se tenha um perfil excelente é aconselhável que se tenha em conta um valor de R$ 5.000,00 por pessoa para realizar a viagem que pode estar depositados ou não. Lembrando que esse fator não é determinante para a aprovação do visto.

Consigo tirar o visto com nome sujo?

Sim o visto americano não exige que você esteja quite com os débitos no seu país de origem.

O formulário DS 160 pode ser preenchido em português?

A orientação oficial é que ele pode ser preenchido tanto em português como inglês. Mas nós da Visto Fácil EUA aconselhamos e fazemos o preenchimento em português (língua nativa) por motivo de estratégia.

Preciso declarar imposto de renda para tirar visto americano?

 Não o IR não é um documento obrigatório para a solicitação de visto americano. Ele é usado como bônus no processo.

Por: Gabriela Aquino – Analista de Perfil para visto Americano

Especialista em Visto B1(Turismo) e B2 (Negócios).